Retrofit MIDI para Yamaha 01X

Por | 3 de junho de 2013

Interface Yamaha 01X não tem driver para Windows 7. O que fazer?

Com uma pequena alteração de hardware é possível usar a Yamaha 01X como superfície de controle via MIDI (sem a conexão FireWire) no Windows 7 ou qualquer outro OS.

01x_fig0Depois de praticamente uma década trabalhando com o Windows XP, pensei finalmente em migrar para o Windows 7, não só para poder aproveitar o maior desempenho do processamento em 64 bits, mas também porque as novas versões de alguns softwares não rodam mais no XP.

O problema é que tenho um mixer digital Yamaha 01X, que funciona como interface de áudio e MIDI e também como superfície de controle, e, lamentavelmente, a Yamaha não disponibilizou os respectivos drivers o para Windows 7. Nesta situação, o que fazer então com o equipamento?

A 01X, além de ser um mixer digital compacto com arquitetura muito semelhante à da famosa 01V96 (EQ de 4 bandas, processamentos de dinâmica, processamentos de efeitos, etc.), é também uma interface de áudio multicanal (10 in, 4 out), interface de MIDI (2 in, 2 out), e excelente superfície de controle com faders motorizados (compatível com o protocolo Mackie Control). Mas sem o driver é impossível usar qualquer dessas funções em softwares rodando no Windows 7.

Como ela possui 2 entradas e 2 saídas físicas de MIDI, minha primeira ideia foi direcionar os comandos de MIDI da superfície de controle para as conexões de MIDI, conectando-a ao computador através de uma interface de MIDI qualquer, e não mais usá-la conectada via FireWire. Assim, ainda poderia aproveitar sua excelente superfície de controle. Mas, infelizmente, não existe a opção de direcionar os comandos dos controle para os conectores de MIDI A ou B. O manual de serviço não informa nenhuma “configuração secreta” que pudesse fazer esse roteamento interno do MIDI. Frustração total! Um equipamento com 2 MIDI In e 2 MIDI Out que não permite transferir os dados MIDI da superfície de controle para nenhuma dessas conexões!

Na verdade, a 01X possui 5 “vias” de entrada/saída de MIDI:

  • Port 1 – serve para transferência de comandos da superfície de controle para o software de gravação no computador; opera somente através da conexão FireWire;
  • Port 2 e Port 3 – funcionam como interfaces de MIDI In/Out, associadas aos respectivos conectores físicos no painel (A e B); servem para conectar equipamentos MIDI ao computador através da 01X;
  • Port 4 – serve para transferência de dados do software de configuração Studio Manager; opera somente através da conexão FireWire;
  • Port 5 – serve para transferência de dados do editor de timbres do sintetizador Motif; opera somente através da conexão FireWire.

Estudando pacientemente os diagramas esquemáticos no manual de serviço, cheguei à conclusão que seria possível fazer uma pequena modificação, soldando uns fiozinhos aqui e ali numa das placas e acoplando um pequeno circuito extra que daria à 01X um terceiro par de conexões físicas de MIDI, através das quais então os dados da superfície de controle poderiam ser transferidos.

A arquitetura de hardware da 01X é modular, para poder aproveitar a placa mLAN da Yamaha, que nada mais é do que uma interface via conexão FireWire. Desta forma, um conector na placa principal da 01X passa diversos sinais de/para a placa mLAN, inclusive os dados de MIDI da Port 1, que transferem os comandos da superfície de controle.

A ideia então era interceptar esses dados e endereçá-los a um circuito adicional que efetuasse as conexões elétricas apropriadas para uma entrada e uma saída de MIDI novas.

Com a ajuda do manual de serviço não foi muito difícil chegar aos pontos do circuito onde estão os sinais de entrada e de saída da Port 1. Conferindo no osciloscópio, lá estavam eles pulsando em resposta aos movimentos nos faders. A saída de MIDI foi muito fácil de fazer, porque o circuito da placa não sobrecarregou ao ser conectado ao chip que usei para buferizar o sinal “roubado” e mandá-lo para a nova saída de MIDI. O problema foi a entrada de MIDI, porque a injeção do sinal externo afetava o sinal interno e nada funcionava. A solução foi interromper a recepção do sinal de MIDI na Port 1, fazendo com que a placa principal não mais recebesse o sinal interno, vindo da placa mLAN, e passasse a receber somente o sinal externo, vindo da nova entrada MIDI In.

Depois de muitos testes para me certificar de que as alterações funcionavam mesmo, era preciso montar todo o novo circuito em uma placa pequena suficiente para caber no espaço disponível, embaixo da placa principal, e instalar os novos conectores MIDI In e MIDI Out também na única área do painel traseiro onde poderiam ser instalados. O resultado ficou excelente, como é possível observar no vídeo de demonstração:

Enfim posso agora usar a 01X como superfície de controle conectada via MIDI a qualquer computador que possua conexões de MIDI In e MIDI Out convencionais, com qualquer software que suporte o protocolo Mackie Control. Mesmo sem conectar a 01X via FireWire, posso usá-la para mixar 8 entradas e mandar tudo via conexão digital (S/PDIF) à minha nova interface multicanal.

Assista um vídeo demonstrando a mesma alteração feita para a 01X do NF Project Studio (Fortaleza)

As modificações no hardware da 01X e os detalhes da placa de circuito que foi adicionada estão descritos a seguir*.

Procedimento para adicionar as conexões externas de MIDI Remote

A placa principal, onde os fios devem ser soldados, é designada no manual como DM. O acesso a esta placa é bem fácil, pois ela fica na parte de baixo do equipamento, sendo necessário somente retirar as laterais (de plástico) e a chapa do fundo.

O desenho mostra a localização das placas, visto por baixo do equipamento. A placa principal DM, onde os fios serão soldados, e a placa MLN2, que é a placa mLAN, conectada à placa DM através do conector CN6, onde é necessária uma pequena “alteração”. Os dados da Port 1 trafegam através desse conector (que na placa DM é designado por CN202) entre as duas placas.

01x_fig1

Figura 1: Localização das placas da 01X

Conforme explicado acima, para evitar o conflito dos dados de MIDI que vêm da conexão FireWire (da placa MLN2) com os dados de MIDI In vindos da placa adicional é necessário interromper a conexão vinda da placa MLN2. A única maneira de fazer isto foi cortando o pino 24B do conector CN2 (na placa MLN2).

01x_fig2

Figura 2: Interrupção da via de dados da placa MLN2 no pino 24B do conector CN6

Feito isto, os fios que vão para a nova placa são conectados nos seguintes pinos do conector CN202, na placa DM:

  • pino 23 = GND
  • pino 24A = vai para o circuito de MIDI Out da nova placa
  • pino 24B = vai para o circuito de MIDI In da nova placa
  • pino 30 = +5Vcc

 

01x_fig3

Figura 3: Pontos de conexão dos fios da nova placa

01x_fig4

Figura 4: Fios soldados no conector CN202 da placa DM

01x_fig5

Figura 5: Montagem da nova placa sobre a placa DM

01x_fig6

Figura 6: Novos conectores de MIDI (“Remote”) no painel traseiro da 01X

01x_fig7

Figura 7: Diagrama esquemático dos circuitos de MIDI In/Out da nova placa

 

Leia este artigo em PDF (read this article in PDF): ratton.com.br/ftp/retrofit_01x_mratton.pdf

 

Copyright 2013 – Miguel B. Ratton – todos os direitos reservados

(*) Observações importantes:

  • As modificações indicadas alteram funções originais (mLAN) do equipamento.
  • As modificações indicadas foram executadas e testadas pelo autor, e funcionam corretamente até o presente momento.
  • Apesar de todo o esforço feito para que o texto e figuras descrevam corretamente as modificações, o autor recomenda estudá-los atentamente antes de executar as modificações.
  • O autor não se responsabiliza por danos ou disfunções que possam ocorrer nos equipamentos após a execução das modificações sugeridas.

(*) Important notes:

  • The suggested modifications alter original functions (mLAN) of the equipment.
  • The suggested modifications were performed and tested by the author, and work correctly until the present moment.
  • Although all the effort has been made to describe correctly the modifications on the text and images, we recommend studying them carefully before performing the modifications.
  • The author does not assume any responsibility for damages or malfunctioning that can occur after the suggested modifications.